terça-feira, agosto 30, 2011

Ricardo Gomes

para ampliar clique na imagem


Em país onde técnico de futebol é mais pressionado e cobrado do que dirigente esportivo e até mesmo presidente da república, ficam também os treinadores mais propensos a terem algum problema de saúde ligado ao estresse.
Ahh! Sim, recebem salários altissimos, mais até do que profissionais melhores preparados (pós graduados, doutores), mas dinheiro nenhum importa mais do que a saúde de quem quer que seja.

Na última rodada do campeonato brasileiro de futebol, durante a partida Vasco x Flamengo, o técnico do Vasco, Ricardo Gomes, sofreu um AVC hemorrágico encefálico. Ricardo foi levado de ambulância ao hospital, onde foi submetido a cirurgia e encontra-se em coma induzido.

Tá mais do que provado que o atleta profissional necessita passar por rigorosas avaliações médicas periódicas. Mortes súbitas aconteceram aos montes, por conta de desleixo dos clubes no cuidado com seus empregados. Contudo, casos como do treinador do Vasco, provam que o cuidado deve se estender também a todos os envolvidos com a partida em si: árbitros, bandeirinhas, comissão técnica.
Futebol é coisa séria. Envolve paixão e dinheiro (muito dinheiro), portanto, há muita tensão envolvida.

Ao técnico Ricardo Gomes o que nos resta é orar, torcer por sua total recuperação. Independente de simpatia por este ou aquele time é uma vida que está em jogo. 

Força Ricardo Gomes!
Fora Ricardo Teixeira! 

4 comentários:

CANBECK disse...

haja coração, é fácil cobrar difícil é fazer.

Roy Ribeiro disse...

Caro Alexandre, venho mais uma vez com o compromisso prazeroso de deixar meu comentário que, desta vez, trataremos de um assunto seríssimo: saúde. Tenho acompanhado o caso do Ricardo Gomes, por isso, mando minhas preces a ele e aos seus familiaras neste momento delicado, recupe-se logo, Ricardo. Há oito anos houve na minha família um caso semelhante, onde o AVC levou para sempre a minha querida avó. Não chegou a ver o seu neto (eu) servir as fileiras do Exército, desejo que ela gostaria de ter realizado. Mas seu amor, carinho, dedicação ainda permanece sobre nós. Portanto, é de extrema importância zelarmos por este bem precioso que DEUS nos concedeu que é a nossa saúde. A saúde física é fundamental com exercícios físicos, mas o controle emocional e mental também não podem ficar de fora, talvez são os que precisam de mais atenção. Enfim, caros leitores, em uma cidade turbulenta cheia de caos como a nossa São Paulo é necessário os devidos cuidados com o nosso bem estar para fugirmos ou melhor, sobrevivermos às doenças modernas como, por exemplo, o estresse. Obridado, Alexandre. Abraços.

PenseaRespeito* disse...

É isso aí Canbeck. Valeu o comentário!

PenseaRespeito* disse...

A palavra de ordem é qualidade de vida. Legal seu comentário Roy. Abraço!