segunda-feira, maio 19, 2008

O medo que virou preguiça

para ampliar clique na imagem

Ih! Lá vem esse Alexandre com esses textos longos pra gente ler. Venho mesmo, pode chorar. Tô ligado que tem uma galera que abomina esse lance de ficar lendo. Isso mostra, como a sociedade brasileira é muito bem controlada. É a organização mais bem feita que se vê por aqui. Infelizmente.
Esse controle do pensamento, na minha opinião, vem de longe desde o começo do Brasil. Exemplos a gente tem um monte, mas não vou tão longe, é só voltar a época da ditadura. Foi-se tornando mais fácil achar chato discutir e/ou buscar alguma informação, do que passar a noite apanhando ou tomando o famoso chá de sumiço. A preguiça de hoje é o medo de ontem.
Essa preguiça coletiva ataca negro, branco, amarelo não importa a raça, dessa doença sofremos todos. Somos frutos do passado do país. O que rola agora, acaba sendo, uma articulada infeliz continuidade. Não vivemos em uma ditadura, mas nosso modo de vida e nossa educação, contribuem para que detestemos a reflexão, a leitura, a informação diferente.
Gente informada incomoda.
O país é ruim pra quem não tem nada, mas pra quem tem dinheiro é um paraíso. Pergunta pra milionário, se ele quer que mude alguma coisa. É ruim hein.
Os ricos, que são minoria, ficam cada dia que passa com o bolso mais cheio e com sua convicção de posse reafirmada. Sentem-se e deixamos que sejam de fato, os "donos" do país.
É tudo muito bem orquestrado, pra que tudo permaneça inerte, estático. É muito claro isso.
Galera! Fantoche é aquele que não corre atrás de saber o que aconteceu na real, é aquele que não se liga pra tentar mudar o que acha errado. É manipulado sem saber.
Um comportamento passivo, de fantoche, é que se espera do povo. Vamos continuar fazendo tudo assim direitinho?!
Há muito inconformismo, muita revolta não é verdade? Por que não tirar algo positivo desse sentimento? Por que não alterar o controle "perfeito"? Pense a Respeito.

Ouvindo: 75 Bars (Black's Reconstruction) - The Roots (Rising Down)

5 comentários:

tonhOliveira disse...

É isso aí Alexandre!

Os Grandes pensadores brasileiros,
tão indo embora desta VIDA...
Se bobearmos, os "Faustões da VIDA"
tomam o trono destes e fazem a lavagem cerebral que falta...
"Tá todo mundo dando uma de conformadinho nesta Zorra chamada Brasil".
O "povo"´goza com o pau dos outros!

Quem assistiu o FAUSTÃO 1000, viu quanto baba ovo existe nesta "M" de país.
Até o presidente LULA babou...

Elogios pra cá e pra lá!

Indiguino-me!

Tonho

Fernanda disse...

E aí Alexandre...
as vezes passo por aqui, só pra dar uma olhada, mas dessa vez resolvi comentar, pq isso que vc trouxe é uma grande verdade, e que tbm me incomoda muito.
É incrível, as pessoas sabem reclamar, sabem apontar os erros, mas e aí? param nisso...ninguém tá disposto a se mexer pra nada, falam que o Brasil é podre, que aqui é assim, sabem falar adoidado...mas não assumem responsabilidade nenhuma em construir um país...só revolta não basta, se essa revolta não impulsionar uma ação ela não vale de nada.
O que mais incomoda é ver que esse é o comportamento do nosso povo, não só em relação a situações grandes, que envolvem a sociedade como um todo, como também nas situações cotidianas, particulares, poucas pessoas se preocupam em mexer no que tá errado, a maioria prefere apontar o erro e ficar reclamando, sonhando como seria bom se o erro não existisse, mas consertá-lo que é bom nada...se o comodismo já se mostra nas nossas pequenas atitudes, no nosso dia a dia, o que dizer então sobre o comodismo frente as situações sociais.
Acredito que o medo da mudança é o principal causador dos problemas, pq é ele que deixa o problema se instalar, e esconde as possibilidades de resolução, mesmo sendo ruim, é melhor continuar como está, pq já é o costume, ninguém quer mudar os costumes, fazer esforços para transformar a realidade que critica.
O pior é que existe mesmo uma educação “anti reflexão”, mas tbm existe mt gente que analisa, reflete, critica as coisas, e continua na mesma....considero até pior do que aqueles que acham que tá td bem, pelo menos esses agem de acordo com o que pensam.
Os rebeldes da atualidade são de muitos pensamentos e pouca prática, e como só discutir não muda nada, a maioria prefere fugir desses assuntos. Se antes os inconformados faziam revolução e sofriam as conseqüências, hoje, para não encarar as conseqüências, e não ter o trabalho de lutar contra, de dar a cara a tapa, é melhor nem saber o que se passa...quem sabe se não falarmos mais dos problemas, eles passam a não existir, não será preciso nenhum esforço para mudar alguma coisa, iremos considerar normal qualquer situação problemática, e viveremos nosso conformismo, mas sempre erguendo a cabeça e nos julgando contra toda forma de manipulação e alienação.
Continue levando os revoltados de plantão a pensarem a respeito!

Pense a respeito disse...

Valeu Tonho.
Abraço!

Pense a respeito disse...

Visite sempre Fernanda.

Anônimo disse...

Oi Alê,
Parabéns, continua postando idéias e assuntos muito interessante e melhor de tudo É REALMENTE FAZENDO COM QUE "PENSEMOS A RESPEITO" , Concordo com você infelizmente esta faltando no Brasil pessoas que PENSEM e não se deixe ser MANIPULADAS pela opinião da GLOBO - FAUSTÃO E COMPANHIA LTDA.
Basta lançar um equete e perguntar qtos livros, jornais, e revistas que não seja a CARA, as pessoas leram nos ultimos meses...
Enquanto isto o povo é manipulado mas, o pior de tudo que as vezes acho que alguns sabem que estão sendo manipulados e gosta.
PARABÉNS E CONTINUE POSTANTO ASSUNTO INTERESSANTES....

BJOS
Laine.