quinta-feira, agosto 23, 2007

Quem foi que disse?!

para ampliar clique na imagem

Principalmente quando a gente é criança, há algumas verdades que a gente pensa serem “absolutas” e que com o passar do tempo vão caindo por terra, ou seja, a gente vê que não é nada daquilo, só conversa.
Tomar banho de chuveiro de barriga cheia, tomar leite com manga, a bandeira do Brasil é a mais bonita de todas... Bom essa aí pra mim ainda não caiu. A bandeira do Brasil se não for a mais bonita, é uma das mais belas, mesmo não tendo o PRETO.
Já repararam nas bandeiras da maioria dos países por aí?! São duas ou três cores na horizontal ou vertical e só. Nosso hino também é bonito, mas não dá muito pra comparar, porque o que é dito no hino é a realidade daquele povo.
As cores nas bandeiras, além da forma como estão colocadas, também dizem muito mais a quem nasceu naquele país, do que quem tá vendo de fora, mas como é um símbolo, uma figura, é impossível não comparar e dizer ser uma mais bela que a outra, afinal de contas é o que a gente tá vendo.
Tá certo que a ordem e o progresso estão muito mais na bandeira do que na sociedade brasileira, ou seja, a gente tem aqui uma mensagem simbólica muito bonita, mas infelizmente mentirosa e que continua passando de “verdade” pra quem vê de fora, um monte de gente andando de bunda de fora (cada uma mais bonita que a outra), alegre (sorrindo bobamente), pobre e violenta.


Ouvindo: The Fact Is (I Need You) - Jill Scott (Beautifully Human: Words and Sounds Vol. 2)

3 comentários:

Lucimar disse...

Oi Alexandre.

Verdade, a bandeira do Brasil tem cores lindas. O contraste entre cores quentes e frias foi uma boa sacada, estimula, etc. Mas o significado dela não deixa eu me sentir muito empolgada. Acho que é o símbolo mais reacionário que o Brasil tem. Se pudesse comparar com música, por exemplo, ela seria a música clássica: boa no momento de sua criação mas perde muito quando quem melhor toca é quem melhor copia. É o oposto do jazz onde o processo de criação em todos os momentos é a característica mais emblemática.
...
Só algumas elocubrações, não críticas.Ok?!

Pense a respeito disse...

Lucubração ou crítica não importa Lucimar, sinta-se a vontade pra dar sua opinião aqui no blog.
Valeu o comentário.

luca disse...

Povo doce, acolhedor, religiosamente tolerante (olha s� sorrindo um para o outro que � pra mim uma coisa fantastica, quanto as bundas de fora nada a reclamar. Sobre violencia, pobreza, falta de justi�a, prepotencia dos politicos e das autoridades como um todo etc. Alexandre isso depende do papel diario de cada um de nos nessa sociedade.
Um abra�o
Luca