segunda-feira, janeiro 28, 2008

A Mulher no Islamismo

para ampliar clique na imagem

Em inúmeros países seguidores do islamismo, a mulher não é quem e sim o que, mulher é coisa, objeto.
Em lugares ditos mais rigorosos, a mulher cobre quase que totalmente o corpo, é circuncidada, proibida de freqüentar a escola, casa sob contrato das famílias sem conhecer o noivo e é entregue a toda sorte de violência e injustiças. Muitas são mutiladas e/ou executadas pelo próprio esposo, por ter este imaginado ou sonhado que a mulher o traiu. Absurdo!
No Afeganistão um jovem jornalista de 23 anos, está sendo condenado à morte, porque escreveu contra o tratamento que os homens dão as mulheres no país. A coisa é séria.
Pra gente vivendo aqui no Ocidente, como também pra muitas pessoas que vivem aquela cultura o que ocorre com as mulheres por lá é errado e desumano. Admitir que isso aconteça em pleno século XXI é difícil, embora possamos fazer pouca coisa a distância.
Ter opinião não é desrespeito, sendo assim, o repúdio é válido, é um triste capitulo a parte e deve sim ser externado como tô fazendo escrevendo aqui, mas em hipótese alguma devemos achar que nosso modo de vida é melhor do que o deles, pois é impossível comparar sem fazer parte de uma das culturas, sem ter um dia a dia que seja baseado nesse ou naquele jeito de viver. Além disso, será que nós Ocidentais “perfeitos” não tratamos as mulheres com violência? Damos a elas voz e oportunidades iguais as dos homens? Pense a Respeito!



Noticia: (+)

Ouvindo: Concrete Jungle - CÉU (CÉU)

7 comentários:

Anônimo disse...

ai mano,acho válido fazer um relato de violência em qualquer canto do mundo.no entanto,no mundo islâmico como você ja disse,mulher é coisa e não gente,mas tem a questão religiosa que radicalissima.e aqui?
a violência contra a mulher é tanto quanto lá,aqui a mulher é gente,ou...coisa em que se bate e mata.
ah... quase me esqueci,se mata em defesa da honra,caso do jornalista pimenta.
como podemos ver pimenta no do outros é brasil.
valeu abraço...
ps:
ai mulherada,se seu marido te espanca não te merece,mete o pé na bunda dele e parte para outra.

Anônimo disse...

realmente eh conflitante e sempre serah o universo do ocidente e doriente, seja nos costumes usos e no
aqui chamado desrespeito a mulher...precisamos primeiro consertar as goteiras de nossos telhados que sao acima de tudo de vidro fino...no mais a cultura islamica impera, tem mais seguidores que o cristianismo...e se não fosse a interferencia do ocidente que nada sabe...apenas opina...tudo continuaria como continua bem (para eles) pense a respeito....SUPPREMO!

PenseaRespeito disse...

Anônimo 1:

Concordo plenamente,lá há a desculpa da religião, por aqui a violência acontece a troco de ignorância, machismo. Mulherada que apanha calada tá vacilando demais.
Abraço!

Pense a respeito disse...

Anônimo 2 (SUPPREMO):

Realmente do lado de cá o que mais tem é coisa errada e o que mais se faz é querer dar palpite na vida dos outros. Vide Bush e seus desmandos.Embora isso aconteça enxergar o que ocorre e ter opinião (com respeito) sobre tudo faz parte do crescimento do ser humano, sendo este pertencente a seja lá qual for pedaço do mundo. Acredito eu.

Pra mim sabe qual é a grande sacada? Todos nós pensarmos a respeito.

Valeu o comentário.
Abraço!

Anônimo disse...

Gosteih! vlw msm cara!

Odirlei Nepomuceno disse...

Olá!
Sou brasileiro, e não tenho parentes muçulmanos.
Cansado (e curioso) de ouvir essas propaganda feita acerca do Islam pela televisão, resolvi conhecer pessoalmente. ( Foi surpreendente)

Sugiro a todos que não conheçam os muçulmanos, que façam uma visita!
Mesquita do Pari
Rua Barão de Ladário, 922 - Pari - Brás

Aos sábados há pessoas disponíveis das 15:00 hs às 17:00 para esclarecer questões a respeito do tratamento dado às mulheres no Islam, e melhor, elas que poderão orientá-los!

Anônimo disse...

Sim, sim, no Brasil temos defeitos também, e muitos. |Tão ruins quantos no Oriente|
Só que aqui nós não obrigamos uma garota de 6 anos a se casar com um cara de 54 (pedofilia, sim, mas permanente? Não) Também nossos pais não mandam nos matar porque usamos uma blusa sem mangas, ou porque dissemos eu palavrão. Sem querer impor minha opnião, aqui é pior do que lá, mas lá os motivos não são completamente racionais, mesmo que seja a religião