sábado, maio 19, 2007

NEGRO


Há uma corrente de pensamento, forte até, que diz ser racista o negro que a todo momento exalta sua negritude, ou seja, que se auto afirma. Discordo totalmente, na minha maneira de ver é totalmente válida e necessária a iniciativa de unir um povo que foi no passado propositadamente separado de sua terra, de suas convicções, de suas origens.
Eu penso dessa forma e aí você pode me dizer o seguinte:
- Já que o negro deve, porque não pode o branco usar uma camiseta 100% branco por exemplo?
Não digo de forma alguma que não pode, tudo pode é só querer. Agora me diz você, que branco precisa fazer isso? Tá tudo no esquema já, não se faz necessária uma auto afirmação branca.
O negro que anda com camiseta 100% negro não é necessariamente racista, pra mim ele apenas caiu na real. A união de um grupo não determina necessariamente a desarmonia, nem o ódio a outro “concorrente”. Respeito, racionalidade e entendimento da diferença na minha visão contribuem para crescimento geral.
Lá atrás quando se aboliu a escravidão no Brasil, a união branca pediu e alguns até conseguiram ressarcimento pela perda de seu patrimônio (escravo negro), em nossos tempos o negro para conseguir um emprego tem que ser muito melhor que o branco para ficar com a vaga. A união branca não morreu, quem quer ver a enxerga, é só abrir os olhos.
A camiseta 100% branco já tá na mente, tá no coração, ou seja, faz parte do branco, não há a necessidade de ir a loja comprar, vem de graça no nascimento.


Ouvindo: Fight the Power - Public Enemy (Fear of a Black Planet)


2 comentários:

Andreia disse...

Alexandre, fazer uma análise como essa é no minimo ter um senso de caráter identitário, entende-se por preconceito ou discriminação reversa, porém num país, com aqueles 507 anos que conversamos há pouco, com a mesma Casa Grande e Senzala, e com uma sociedade divida em classe e cor, não é fácil adimitir que se faz necessário reparações já, o pior é que os nossos irmãos ainda vivem sob o velho jugo da tão falsa democracia racial... uma pena!!!
All Power To The Black People.!

Gregori disse...

Admiro a cultura negra em todas suas vertentes,musica(dispensa paresentaçoes )dança,culinaria...resumindo acho foda o cenario q o negro costruiu ao longo desses varios séculos...
Mas ao msm tempo observo uma eterna competitividade as vezes ate desnecessária em relaçoes aos brancos...a parte negra da sociedade não quer apenas ser tratada igualmente quer ser sempre mais do que o branco...
intendo todas as explicaçoes "anos e anos de exploração","preto sempre vai ter cara de ladrão pros brancos"...tranquilo todas são validas e de teor 100% verdadeiro...
mas pq q ao invés do negro fazer a diferença quebrando a sociedade na idéia fazem o contrario????
vc assiste aos clipes de rap que dizem "representar" a cultura hip-hop só vê ostentação,banalização das proprias minas negras e sempre os caras pagando de bandido...
na boa nasci branco meu pai é mulato,meu avo nasceu preto...
em dias como o de hoje q o hip-hop ta em alta os negros podia dar a volta por cima e não falarem mal um do outro nas músicas,pararem de se matar e de querer mostrar sua superioridade...negros ja nascem com o swing, a ginga, a resistencia!!!
O racismo existe na cabeça de quem é burro...foda-se quem pensa q uma pessoa é menos do que a outra por causa de sua cor...quando o mundo estiver cheio de pessoas q cagam pras diferenças o racismo o preconceito acaba!
só uma idéia...pq fico puto quando os Afro-brasileiros se dizem menos favorecidos...to na msm situação de muitos e vou dizer q todos meus amigos "afro-brasileiros" tão ai estudando no eskema das cotas e o caralho!
na boa sem essa de meter o papo de q a luta continua vcs ja ganharam a muito tempo mano!
paz!